Boato de tentativa de suicídio de Bruno interrompe júri por 20 minutos

Um boato divulgado na tarde desta quinta-feira (22) dava conta de que o goleiro Bruno Fernandes teria tentado suícidio dentro da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Minas Gerais, mesma cidade em que o júri do caso Eliza Samudio está sendo realizado. O boato causou tensão no Fórum de Contagem, onde o julgamento chegou a ser interrompido por cerca de 20 minutos pela juíza Marixa Fabiane. Ela dispensou os jurados por alguns minutos, por volta de 16h10, e disse a todos no tribunal se manterem em silêncio sobre qualquer notícia ou informação, por já saberem do que se tratava, referindo-se ao boato. A sessão já havia sido retomada, às 16h45 desta quinta.O boato foi desmentido pela Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais. Segundo a secretaria, o diretor-geral do presídio, Luiz Carlos Danunzio, confirmou que Bruno está bem. A secretaria disse que Danunzio chegou a ir até o pavilhão onde o atleta está para verificar seu estado de saúde. A tensão ocorreu durante o depoimento da ex-namorada do goleiro, Fernanda Gomes de Castro.
Do lado de fora do tribunal, o falso boato também causou confusão. Jornalistas cercaram o advogado Lúcio Adolfo, defensor do goleiro Bruno, para saber informações sobre o caso. Ele seguiu para trás de um portão fechado, na entrada do fórum, protegido por policiais militares.
Ex-namorada de Bruno depõe

Fernanda, que estava sendo interrogada, às 16h45 desta quinta, confirmou parte do depoimento dado por Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão.

Ela disse que Macarrão, que como ela é réu no processo sobre cárcere privado e desaparecimento de Eliza, usou seu carro, um Gol, por cerca de 20 minutos. Macarrão afirmou em seu depoimento ter levado de carro a ex-amante do jogador, Eliza, até um local indicado pelo goleiro, em Belo Horizonte, onde a jovem entrou em um Palio. "Ele ia levar ela para morrer", afirmou o réu.
Durante o interrogatório, Fernanda disse ter sido informada por Macarrão que a ex-amante de Bruno havia sido agredida pelo primo do goleiro, Jorge Luiz Rosa, num momento anterior ao episódio do carro. "Ele [Macarrão] e Jorge foram encontrar com Eliza para negociar uma dívida. Ele disse que houve uma briga no carro entre Jorge e Eliza por causa de algo que Eliza teria dito algo sobre o jogador que não agradou Jorge", disse.
A ex-namorada afirmou, ainda, que ficou com o bebê de Eliza por alguns momentos e que chegou a fazer mamadeira para ele. "Fiz a mamadeira e troquei a fralda e a criança parou de chorar. Depois disso, subi para o o quarto de Bruno e ele dormiu. Neste momento, não vi a Eliza. Tive vontade de falar com a Eliza, mas fiquei com medo de ela falar meu nome para a mídia", disse. O episódio ocorreu antes do desaparecimento da ex-amante, segundo Fernanda, que ressaltou que Eliza agradeceu por ela ter cuidado da criança.
FONTE:G1
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site