Mais de R$ 1 mi é achado em carro de suspeitos de roubar banco em MT


Mais de R$ 1 milhão de reais foi o valor encontrado neste domingo (11) pelos policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), dentro do veículo que transportava quatro suspeitos de integrar uma quadrilha que assaltou duas agências bancárias em Comodoro, a 677 quilômetros de Cuiabá. A apreensão ocorreu durante abordagem policial no trevo do Lagarto, em Várzea Grande, região metropolitana da capital.
 
Na ocasião houve troca de tiros entre os assaltantes e os policiais, sendo que dois criminosos, ambos de 23 anos, ficaram feridos. No entanto, poucas horas após a prisão, eles morreram no Pronto-Socorro de Várzea Grande e os outros assaltantes conseguiram escapar da polícia durante o confronto.
O delegado da Central de Flagrantes de Várzea Grande, Ivar Polesso, informou que a contagem do dinheiro apreendido foi realizada por investigadores e funcionários de agências bancárias. Ao todo, segundo ele, foi recuperado R$ 1.109.665,00. O dinheiro está na delegacia juntamente com o carro de passeio apreendido, na cor vermelha, que os assaltantes utilizaram para tentar chegar até Cuiabá.
 
Porém, o montante deverá ser encaminhado ainda neste domingo, conforme informou o delegado, para a equipe da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). De acordo com a polícia, eram quatro suspeitos no veículo. Dois deles que estavam armados com fuzis conseguiram fugir a pé em direção a um matagal. Eles são procurados por policiais do Bope e Rotam. Um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) sobrevoa a região para ajudar nas buscas pelos suspeitos.
 
A barreira policial foi montada após a PM receber uma denúncia por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciosp) de que um veículo com várias pessoas armadas estavam vindo de Comodoro para Cuiabá. Primeiro, foi feito um bloqueio perto de Cáceres, a 250 quilômetros de Cuiabá, mas os suspeitos furaram a barreira e seguiram para Várzea Grande.
Assalto
No último dia 30, o grupo criminoso, composto por cerca de sete homens armados e encapuzados, invadiu e roubou duas agências bancárias e fez 15 clientes e funcionários reféns. Durante a ação, os reféns foram usados como `escudo humano´ em frente aos locais para dar proteção à quadrilha.
 
Na fuga, ainda de acordo com a Polícia Militar, a quadrilha incendiou uma das caminhonetes e abandonou o veículo no entrocamento das rodovias BR-364 e BR-174. Eles libertaram os reféns na saída da cidade.


Fonte: G1 


Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site