Arábia Saudita e Egito restringem compra de carne bovina brasileira

 
Arábia Saudita e Egito impuseram restrições à compra da carne bovina brasileira, informou nesta segunda-feira (17) o Ministério da Agricultura. No caso do Egito, foram suspensas as importações apenas da carne proveniente do estado do Paraná. Para a Arábia Saudita, a restrição é para a carne de todo o país. O Egito é o terceiro maior comprador da carne brasileira.
Japão, África do Sul e China já haviam anunciado ao governo brasileiro restrições às importações de carne bovina brasileira em virtude da confirmação da presença do agente causador da EEB (Encefalopatia Espongiforme Bovina), mais conhecida como a doença da vaca louca, em uma fêmea que morreu em 2010 em uma fazenda em Sertanópolis (PR).
Na última sexta-feira (14), a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) afirmou que as restrições à exportação da carne bovina brasileira desrespeitam as normas e procedimentos da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, sigla em inglês) e que o governo brasileiro pedirá justificativas aos países que decidiram suspender as importações do produto nacional após a confirmação de um caso considerado não-clássico do agente da doença da vaca louca.
"O governo brasileiro está solicitando justificativas aos mercados que restringiram a
importações bovinas de carne brasileira. A Abiec apoia o esforço do governo, e
repudia o desrespeito às normas e procedimentos preconizados pela OIE que dão as
garantias necessárias de sanidade às operações de comércio internacional", afirmou na Abiec, em comunicado.
A associação ressalta que as embaixadas do Brasil nesses países, as embaixadas desses países no Brasil, os adidos agrícolas do Brasil no exterior, e os delegados que representam estes países na Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) receberam notas técnicas do Ministério da Agricultura "com todas as informações necessárias para garantir a continuidade do fluxo de comércio de carne bovina do Brasil para estes mercados".
O maior comprador da carne bovina brasileira é a Rússia, que respondeu por 22,5% das exportações brasileiras no acumulado até outubro, seguida por Hong Kong (17,3%) e Egito (11,3%). Segundo a Abiec, Japão, a África do Sul e a China representam aproximadamente 1,5% da exportação brasileira de carne bovina no período de janeiro a novembro de 2012. Cada país corresponde, respectivamente, a 1.610 toneladas (0,14%), 639 t (0,06%) e 14.830 t (1,31%).
Em 2012, o Brasil é o segundo maior exportador de carne bovina do mundo. Entre janeiro e outubro deste ano, somando miudezas, in natura e industrializada do produto, o Brasil vendeu 1,024 milhão de toneladas para o mercado internacional, segundo dados do ministério
 
fonte:g1
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site