Campeão brasileiro pelo Timão teme defesa do Chelsea e talento de Oscar


O Corinthians não pode tomar o primeiro gol”. Com essas palavras o ex-lateral-esquerdo Sylvinho, ídolo da torcida do Corinthians na década de 1990, expressou sua preocupação com a provável decisão do Mundial de Clubes entre o clube brasileiro e o Chelsea (ING), no Japão.

Em viagem ao Rio de Janeiro para acompanhar o Footecon (Fórum Internacional de Futebol), o campeão do Brasileirão em 1998 pelo Timão alertou para a sólida defesa inglesa e salientou o talento dos atacantes londrinos, em especial Oscar.


O brasileiro, que chegou à Europa no meio do ano, assumiu a titularidade do Chelsea e tem sido o principal jogador do time nesta temporada.

- O Corinthians não pode sofrer o primeiro gol, porque senão fica difícil de furar a defesa do Chelsea e eles têm muito talento na frente, o Oscar está muito bem, não sentiu o peso e se adaptou rápido. Se tiver espaço, vai complicar. O cenário ideal para o Corinthians é largar na frente e explorar o contra-ataque com o Emerson, que é o ponto forte da equipe.


Sylvinho já pendurou as chuteiras, depois de ter passado também pelo Barcelona (ESP), Arsenal (ING), Celta de Vigo (ESP) e Manchester City (ING). No momento, trabalha para se tornar treinador, tendo sido auxiliar de Vagner Mancini no Cruzeiro e no Sport.

A obsessão pelo trabalho à beira do campo faz o ex-jogador corintiano vê o banco de reservas como trunfo alvinegro para uma possível conquista em solo japonês.

- O Corinthians foi muito bem nos dois últimos anos. Manteve o Tite mesmo com a eliminação para o Tolima [Pré-Libertadores 2011]. Tem uma base forte, foi campeão brasileiro e da Libertadores. Enquanto isso, o Chelsea tem trocado muito de técnico, o que é raro de ocorrer na Europa. O Corinthians leva vantagem nesse aspecto.


Na visão do futuro treinador, o mau momento do time londrino na temporada não pode servir de otimismo para os brasileiros. O título da Liga dos Campeões no meio do ano passado é tido como exemplo por Sylvinho.

- Na Liga dos Campeões o Chelsea estava mal, ninguém apostava, trocou de treinador. Mas tem muito talento na frente, jogadores que decidem rápido uma partida. Não se pode vacilar com eles.


Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site