Fortaleza-CE: Pai, tio e primos presos por violentar garota


Três homens, integrantes de uma mesma família, foram presos, na manhã de ontem, acusados de violência sexual contra uma adolescente de 12 anos. As prisões foram efetuadas por agentes da Coordenadoria Integrada de Inteligência (Coin), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), nos bairros Conjunto Esperança e Parque Santa Rosa (na zona Sul da Capital). São dois primos e um tio paterno da garota. Mas, antes, primeiro a ser preso foi o próprio pai da vítima, fato ocorrido na última sexta-feira. Ele já está detido na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap).

O trio preso na manhã de ontem foi encaminhado à Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa). A titular daquela Especializada, delegada Ivana Timbó, explicou que os nomes dos acusados não podem ser revelados, tendo em vista que isso faria com que a vítima dos abusos sexuais terminasse sendo identificada.

A adolescente está internada em um abrigo para crianças vítimas de abusos sexuais há cerca de um mês, logo após a descoberta do fato.

Nas investigações da Polícia, a adolescente revelou de forma surpreendente que era violentada pelo pai, pelo tio e pelos dois primos desde os 8 anos de idade. A mãe dela contou que nunca desconfiou de nada, mas se separou do marido quando o caso foi descoberto.

O crime somente veio à tona graças a denúncias de vizinhos. Ao voltar de férias, recentemente, a delegada Ivana Timbó se deparou com o caso e logo representou pela prisões preventivas dos quatro acusados.

"O Ministério Público, de pronto, acatou a nossa sugestão", lembrou a delegada.

Os quatro suspeitos negam ter praticado o crime, no entanto, a Polícia Civil assegura já ter provas "contundentes" contra eles. Ivana Timbó lembrou que a primeira medida adotada foi expedir uma guia para que a menina fosse submetida a exame sexológico na sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

A partir do momento que o crime foi configurado, a delegada entendeu que não fazia sentido deixar a vítima trancada em um abrigo, enquanto os suspeitos permaneciam à solta.

A titular da Dececa fez um apelo à população para quem ao tomar conhecimento de um crime desse tipo que comunique à Polícia imediatamente. As denúncias podem ser feitas pelos números 100, 181 e 190. A ligação é gratuita. O anonimato do denunciante é garantido.

Outro caso

Em Parangaba, um marceneiro, identificado somente por Maciel, foi preso acusado de molestar uma menina de 4 anos. Na noite de anteontem, ele teria atraído a menina para sua casa, onde praticou o crime.

A mãe da menina descobriu o caso e acionou a Polícia. O suspeito foi autuado em flagrante no 12º DP (Conjunto Ceará).

Fonte: Diário do Nordeste
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site