Chuva causa mais estragos no Hospital Regional Norte 19.02.2013

Sobral Com o início do período chuvoso, a população começa a sentir os primeiros contratempos. Ruas alagadas, estradas em situações precárias e a queda de estruturas preocupam os moradores. Uma das fachadas do Hospital Regional Norte (HRN) desabou no último domingo após uma chuva com fortes ventos. Agora, o piso da calçada, que fica no entorno da primeira guarita na área de segurança, começou a ceder mesmo sem a colocação de peso.


O piso da calçada que fica no entorno da primeira guarita cedeu, após as chuvas registradas em Sobral. Já é o segundo estrago na unidade Foto: Wilson Gomes

A infiltração da água da chuva deslocou os blocos de concreto para baixo, causando desnível no solo. No local, ainda não há movimento de pessoal.

O consórcio construtor do HRN informa que abatimentos pontuais verificados no piso externo já eram esperados tecnicamente. Justifica que foram ocasionados pelo trânsito intenso e extraordinário de máquinas e caminhões pesados (escavadeiras hidráulicas, caminhões munck etc) utilizados para a remoção da marquise danificada no domingo. O consórcio informa ainda que já está com uma equipe no local efetuando os reparos necessários.

No domingo, o HRN completou um mês de inauguração, que ocorreu com o show da cantora Ivete Sangalo, que foi colocado em questão pelo Ministério Público devido o alto cachê pago. A cantora baiana recebeu R$ 650 mil por cerca de uma hora de show.

Apesar de inaugurado, o hospital começou a funcionar apenas na parte administrativa. A unidade deve ter todos os serviços implantados até maio deste ano. O processo começou com a área administrativa, e o prazo final foi anunciado pelo secretário de Saúde em janeiro, quando esteve presente no hospital ao processo de implantação do Centro de Ensino e Pesquisa do Hospital Regional.

O Hospital Regional não foi o único a sofrer prejuízos com as chuvas do fim de semana. Na cidade, diversas ruas ficaram alagadas. A cobertura do posto de combustível Princesa do Norte também desabou e a Defesa Civil Municipal registrou ainda quedas de árvores e problemas em postes da rede elétrica.

De acordo com a da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), choveu no município durante o domingo cerca de 20mm. Já no sábado, a precipitação chegou a 15mm.



Em Sobral, as primeiras chuvas da estação já estão provocando alagamentos e causando transtornos à população. Trechos ficam praticamente sem condições de tráfego de veículos, com o acúmulo de água nas vias Fotos: Jéssyca Rodrigues

Na Serra da Ibiapaba, um dos pontos mais preocupantes é a CE-253, no trecho que liga Mucambo a Ibiapina. A estrada possui uma placa de interdição na descida de Ibiapina para Mucambo, correspondente ao trecho conhecido como Rodovia Pedro Aragão Ximenes. Em um trecho de cinco quilômetros, dentro dos 18 que compõem o acesso, apenas um carro pode passar por vez, havendo ainda crateras que já avançaram para dentro do acostamento.

Em maio de 2009, o acesso ficou cortado devido a uma cratera na ponte sobre o Rio Jaburu, que dá acesso ao bairro Pimenta. Um enorme buraco foi aberto em uma das cabeceiras da ponte. Por pouco não engoliu um caminhão que passava pelo local. A rota alternativa, feita pela BR-222, representa um aumento de 30km.

De acordo com a Assessoria de Comunicação do Departamento Estadual de Rodovias (DER), o trecho permanece interditado inclusive para acesso local, sendo considerado de risco. Uma restauração do acesso está sendo estudada, porém, não possui data para início.

A fachada que caiu ontem no HRN foi do Centro de Apoio à Saúde Reprodutiva da Mulher. O desabamento aconteceu depois de 50 minutos de chuva com fortes ventos e atingiu um funcionário do Consórcio Marquise/EIT, que trabalhava no local. Segundo a assessoria do consórcio, as fortes chuvas e ventos que atingiram a região no fim de semana abalaram a estrutura metálica, cuja calha de drenagem se encontrava em inspeção e reparo no momento do incidente. Técnicos foram enviados ao local para averiguar e remover a estrutura depois de uma avaliação técnica.

Em nota oficial sobre o ocorrido, a assessoria informa que o consórcio construtor do HRN tem prestado a assistência necessária ao operário que sofreu apenas escoriações leves.

Serão ainda implantadas UTIs, e as emergências adulta e pediátrica e da emergência obstétrica, em maio.

Mais informações

Secretaria de Saúde do Estado
Avenida Almirante Barroso, 600
Praia de Iracema
Fortaleza
Telefone: (85) 3101.5123



Barroquinha tem a maior precipitação

A infraestrutura precária já se evidencia nos alagamentos em cidades da Zona Norte, com os registros das primeiras chuvas da quadra invernosa deste ano. Funceme prevê mais precipitações nos próximos dias

Russas. O Ceará registrou chuvas em todas as regiões no último fim de semana e ontem. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), foram registradas precipitações em 121 municípios cearenses. Para os próximos dias a previsão é de mais chuva em várias cidades.

A cidade de Barroquinha, no Litoral Norte, registrou a maior chuva, atingindo 71,3mm, seguindo o município de Pedra Branca, onde foi registrado um volume de 57mm. Em outras duas cidades, a chuva também ficou acima de 50mm, sendo elas Milhã (54mm) e Sobral (51,6mm).

Dentre as maiores chuvas registradas no Estado destacaram-se Pentecoste (47mm), Barreiras (45 mm) e Senador Pompeu (45 mm). A região da Ibiapaba foi a que registrou menos volume de chuvas, sendo a máxima de 38mm em Ubajara. As menores chuvas aconteceram em Potiretama, no Vale do Jaguaribe, e Lavras da Mangabeira, no Cariri. O volume de chuvas registradas até agora não tem sido suficiente para elevar o nível hídrico dos açudes.

Segundo afirmou o gerente da Bacia do Baixo e Médio Jaguaribe da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), Almeida Chaves, é preciso mais precipitações para melhorar a condição dos reservatórios. Devido ao baixo nível dos mananciais, várias cidades estão sofrendo com o colapso no abastecimento de água. De acordo com Almeida, a água voltou a ser liberada para o afluente e o problema deverá se normalizar nos próximos dias.

A situação tem preocupado autoridades locais que estão se mobilizando para reivindicar o aumento na vazão de água para o Rio Jaguaribe que abastece este município. Amanhã, haverá reunião sobre a locação das águas dos açudes Banabuiú, Castanhão e Orós, no Núcleo de Informação Tecnológica (NIT), em Limoeiro do Norte, a partir das 9hs. Dentre vários temas, serão tratadas principalmente a vazão de água dos açudes para os afluentes da região.

Enquanto isso, o Comitê Integrado de Combate à Seca do Estado do Ceará se reuniu, ontem, com a bancada federal cearense e com representantes do Pacto de Cooperação da Agropecuária do Ceará (Agropacto) para discutir ações para garantir a convivência com a seca.

A ideia foi debater a utilização dos perímetros irrigados administrados pelo Dnocs para a produção de forragem para a alimentação do rebanho, caso se confirme a previsão de mais um ano de seca. Experiência nesse sentido já vem sendo desenvolvida em Limoeiro do Norte.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará (Faec), Flávio Saboya, disse que o objetivo é negociar com o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs) o uso dos perímetros irrigados administrados pelo órgão para a produção de forragem para a alimentação do rebanho.


FONT:DIÁRIO DO NORDESTE


Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site