Papa escolhido pelo conclave, Francisco I, é argentino


13/03/2013 - 16:41:atualizado ás 20h19
Fumaça branca saiu da chaminé da Capela Sistina às 19:06 horário de Roma nesta quarta-feira (13) e Conclave elegeu o novo sucessor de Pedro

Após 13 dias de renúncia de Bento XVI, a Igreja Católica Apostólica Romana já tem o novo Papa. Nesta quarta-feira (13), o Conclave realizou a quinta votação para o novo representante da Igreja. Com a famosa frase "Habemus Papam", o diácono frances Jean-Louis Tauran, de 69 anos, anunciou o nome do escolhido, o arcebispo de Buenos Aires, Jorge Maio Bergorio, de 76 anos. Ele é o primeiro papa latino americano e jesuíta. O sucessor de Bento XVI será chamado como Papa Francisco I. Este é o 266º papa sucessor do apóstolo Pedro.

Após o anúnicio, Papa Francisco I pronunciou suas primeira palavras aos fiéis e deu a benção Urbi et Orbi. "Irmãs e irmãos, boa noite. Agradeço a hospitalidade da comunidade de Roma ao seu bispo, muito obrigado. E, antes de mais nada, eu gostaria de fazer uma oração para nosso bispo emérito, Bento XVI. Oremos, todos juntos, para que o Senhor o abençoe e Nossa Senhora o proteja", exclamou. "Agora vamos iniciar esse caminho da igreja de Roma que está junto com a caridade de todas as igrejas, com irmandade e amor à todos nós. Oremos para que o mundo haja uma grande irmandade. Agora vou fazer a benção para vocês e o mundo todo. Obrigado pela acolhida e orem por mim. Nos encontramos em breve. Boa noite e bom descanso a todos", disse o papa ao finalizar sua apresentação.

Por volta das 19h06 (15h06 horário de Brasília), a fumaça branca saiu da chaminé da Capela Sistina, no Vaticano, indicando que os cardeais chegaram a um consenso sobre o novo líder. Logo em seguida, os sinos da Basílica São Pedro confirmaram que o novo pontífice recebeu, pelo menos, dois terços dos votos dos cardeais e que aceitou a missão de estar à frente da Santa Sé.

A escolha foi realizada por 115 cardeais, sendo cinco brasileiros: dom Raymundo Damasceno Assis, 76; dom Odilo Scherer, 63; dom Geraldo Majella Agnelo, 79; dom Cláudio Hummes, 78; e dom João Braz de Aviz, 64.

A América Latina é o lugar onde o catolicismo é mais forte, presente e desenvolvido no mundo. A escolha de um representante de outro continente sem ser a Europa é sinal de que há uma nova perspectiva de mudanças para a igreja Católica. 

Jorge Mario Bergorio é formado em farmácia e ensinou filosofia, sociologia e teologia até 1998. Tornou-se cardeal em 2001 quando a Argentina vivia um cáos na economia. O país foi o primeiro a aceitar o casamento entre homossexuais. Na época, Cristina Kirchner criticou o arcebispo por ele ter dito que as crianças que são adotadas por casais homossexuais sofrem preconceito.
 

Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site