Terremoto de magnitude 7,8 atinge o Irã e deixa dezenas de mortos


Um terremoto atingiu o sudeste do Irã, perto da fronteira com o Paquistão, às 7h44 (horário de Brasília) desta terça-feira (16) e matou ao menos 40 pessoas em território iraniano, de acordo com informações da TV estatal iraniana. Autoridades paquistanesas confirmaram pelo menos cinco mortes. Segundo a agência de notícias Ansa, foram confirmadas 81 mortes.

Segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS), o tremor teve magnitude 7.8 na escala Richter e seu epicentro foi a 80 km ao norte da cidade de Saravan, a uma profundidade de 82 quilômetros. Pela medição do Centro Sismológico Iraniano, o tremor foi de magnitude 7.5.

Ainda não há informações oficiais sobre vítimas, mas um funcionário do governo iraniano disse que espera centenas de mortes. "Foi o maior terremoto no Irã em 40 anos e esperamos centenas de mortos", afirmou.

O terremoto aconteceu na região remota do Sistão-Baluchistão. Cinco equipes de resgate foram enviadas para as cidades de Saravan e Khash para avaliar os danos, informou o diretor do Crescente Vermelho iraniano, Mahmud Mozafar, citado pela agência Isna.

Tremores foram sentidos em vários países da região do Golfo, do Paquistão e até em Nova Déli, capital da Índia, onde prédios altos balançaram, levando pessoas a correr para as ruas, segundo testemunhas. Pessoas também deixaram prédios no Catar, em Karchi, no Paquistão, e em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

A maioria da instalações de atividade nuclear do Irã está localizada na região central ou no oeste do país, incluindo a usina nuclear de Bushehr, que fica na costa do Golfo.

No último dia 9 de abril, o Irã foi sacudido por outro terremoto de 6,1 graus na escala Richter, o qual sacudiu a província de Buhehr, no sul do país, causou 37 mortes e deixou cerca de mil feridos. 

Há uma semana um outro terremoto provocou a morte de quase 40 pessoas no sudoeste do país. Quase 800 casas ficaram destruídas no terremoto de magnitude 6,1, que teve epicentro na localidade de Kaki, 89 km ao sudeste da cidade de Bandar Bushehr, que abriga uma central nuclear. 

O Irã fica sobre várias falhas sísmicas e já sofreu vários terremotos devastadores. O mais violento dos últimos anos matou cerca de 31 mil pessoas em Bam, no sul do país, em 2003. Em agosto de 2012, dois tremores de magnitude 6,3 e 6,4 mataram 306 pessoas perto da cidade de Tabriz, no noroeste.

Fonte: UOL, com agências internacionais 
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site