Copa do mundo de 2014 começa com sorteio de grupos e definição de confrontos

A Copa do Mundo de 2014 começa nesta sexta-feira sem bola em campo, mas com 32 bolinhas divididas em quatro potes que vão atrair a atenção de técnicos, jogadores e torcedores do mundo todo, pois definirão os grupos e os primeiros confrontos do Mundial.
Brasil, Alemanha, Argentina, Bélgica, Colômbia, Espanha, Suíça e Uruguai são os cabeças de chave e estarão no pote 1 no sorteio na Costa do Sauípe (BA). Os outros 24 times classificados para a Copa de 2014 foram divididos em três potes por critérios geográficos, que também serão usados para direcionar o sorteio.
Nenhum grupo pode ter mais de dois times europeus e mais de um dos outros continentes. O formato pode resultar num chamado "grupo da morte" com até três campeões mundiais na mesma chave: Brasil, França e Itália, por exemplo.
"Já passei muitas vezes por essa experiência e tem aquela sensação de que a Copa para a gente começa agora, a partir da definição de contra quem você vai jogar", disse o coordenador-técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, que vai para sua sétima Copa do Mundo, ao chegar na quinta à Costa do Sauípe, onde acontece o sorteio.
O evento, que terá a presença da presidente Dilma Rousseff, dá largada ao Mundial em meio a problemas nos preparativos, principalmente atraso nas obras dos estádios e de projetos de infraestrutura que foram prometidos para o Mundial.
Nenhuma das 12 cidades-sede da Copa terá aeroportos reformados a tempo para o torneio, e o estádio da abertura do Mundial, em São Paulo, teve o prazo de conclusão adiado para abril --três meses depois do previsto inicialmente-- após um acidente na semana passada que resultou na morte de dois operário.
Os problemas devem ser tema de encontro de Dilma com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, antes do sorteio.
A Fifa convidou campeões mundiais de todos os tempos para participar da cerimônia: o capitão do penta, Cafú, o francês Zinedine Zidane, o italiano Fabio Cannavaro, o argentino Mario Kempes, o inglês Geoff Hurst e até o uruguaio Alcides Ghiggia, autor do histórico gol da vitória sobre o Brasil na final do Mundial de 1950, no Maracanã.
Pelé também vai participar da cerimônia, mas disse que rejeitou o convite para sortear as equipes, porque não se sentiria "confortável em tirar as bolinhas e não seja favorável à chave do Brasil".
Além da definição dos adversários, muitos treinadores estão preocupados com as longas viagens que suas equipes podem ter de fazer pelo imenso Brasil durante a competição.
Apesar da dimensão continental do país, a tabela do Mundial não dividiu os grupos por regiões, com o objetivo de levar as seleções às diferentes cidades-sedes. No entanto, a estratégia resultou em viagens longas para as equipes, como de Curitiba a Manaus ou de Cuiabá a Porto Alegre.
Outra preocupação além das distâncias é a diferença de temperatura entre as regiões. Enquanto nas cidades-sede do Sul o inverno costuma ser rigoroso, no Nordeste as temperaturas podem ser mais quentes do que no verão europeu.


Ex-jogador Ronaldo e a jogadora Marta são visto durante coletiva de imprensa antes do sorteio de grupos e definição de confrontos para a Copa do Mundo de 2014. A Copa do Mundo de 2014 começa nesta sexta-feira sem bola em campo, mas com 32 bolinhas divididas em quatro potes que vão atrair a atenção de técnicos, jogadores e torcedores do mundo todo, pois definirão os grupos e os primeiros confrontos do Mundial. 06/12/2013Foto: Sergio Moraes / Reuters

Fonte: Terra
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site