Operário soterrado em desabamento era procurado pela Justiça na Bahia

O operário Edenilson Jesus Santos, de 24 anos, encontrado morto na quinta-feira (5) sob os escombros de um prédio em construção que desabou em Guarulhos, na Grande São Paulo, era procurado pela Justiça da Bahia sob suspeita de homicídio. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado nesta sexta-feira (6).

Segundo a SSP, a prisão preventiva dele havia sido decretada no dia 8 de novembro de 2013, pela 1ª Vara Criminal. Ele era acusado de homicídio qualificado, em Porto Seguro. O jovem foi enterrado no Cemitério Vila Rio, em São Paulo. O sepultamento foi realizado por volta das 9h45, segundo funcionários. Não houve velório.

A queda do edifício de cinco andares, com 30 apartamentos, aconteceu por volta das 19h20 da segunda-feira (2), na Avenida Presidente Humberto Castelo Branco. Outros 13 operários que trabalhavam na obra já haviam saído do prédio no momento do desabamento. Edenilson, que também trabalhava no local como vigia, costumava dormir no segundo subsolo do prédio.

Após três dias de buscas, o corpo foi encontrado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ele estava prensado entre um pilar e uma viga perto de uma rampa no segundo subsolo. Na área ficava a saída do alojamento dos operários. Os bombeiros acreditam que ele percebeu que o prédio iria cair e tentou fugir. A vítima morreu asfixiada, segundo laudo do Instituto Médico-Legal (IML) de Guarulhos.

Investigações
Três operários da obra disseram à polícia na quarta que tinham avisado ao mestre de obras que a construção estava com problemas. Eles prestaram depoimento e afirmaram que rachaduras começaram há pelo menos cinco meses.

O operário Erivaldo de Jesus Santos disse à polícia que viu rachaduras no prédio desde o primeiro dia de trabalho e que todos trabalhavam com muito medo de o prédio cair.

Outro funcionário, Edvaldo de Jesus dos Santos, irmão do vigia que foi encontrado morto nesta sexta, contou aos investigadores que, aos poucos, as rachaduras iam aumentando. Segundo ele, o mestre de obras teria respondido que as rachaduras "eram normais".

Um funcionário administrativo da construtora Salema Construções, responsável pela obra, foi levado à delegacia, mas acabou dispensado. O delegado que está cuidando do caso já chamou para depor o engenheiro Fernando Salema, dono da construtora.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) informou, em nota na quarta-feira, que foi instaurado um processo administrativo de apuração de responsabilidades relacionado ao caso.

Segundo o órgão, a primeira ação foi fazer uma “verificação dos documentos da empresa responsável pelo serviço e do profissional responsável técnico pela execução do mesmo, constatando que ambos estão regulares com o Conselho em relação ao registro profissional”. A equipe de fiscalização do Crea-SP também registrou imagens do local do desabamento e solicitou uma cópia do boletim de ocorrência com a Polícia Civil.

Alvará de construção
Por meio de nota, a prefeitura de Guarulhos informou que o "alvará de construção foi emitido em 23 de novembro de 2012 para erguer um condomínio residencial de 30 apartamentos e 2 salões comerciais, totalizando 3.706 metros quadrados". No dia 14 de maio, a empresa Salema Comércio, Construção e Projetos Ltda., responsável pela obra, entrou com um pedido de substituição do projeto, acrescentando um mezanino em um dos salões comerciais. "Esse alvará foi expedido em 6/11/2013, por atender aos requisitos legais e técnicos aferidos pela prefeitura", informou o comunicado.

De acordo com a prefeitura,  "a responsabilidade sobre a execução da obra, de modo a garantir que todas as medidas de segurança estrutural do prédio e de bem-estar dos funcionários que a executavam fossem cumpridas, cabe à empreiteira, através do seu engenheiro responsável".

Fonte: G1 
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Google Plus email Email
EMAIL: contato@radioousadia.com.br

Curta Nossa Página

As Mais Lidas do Nosso Site

De onde Nos Visitam

Arquivos do Site

Total de Visitantes do Site